Translate

28/12/2013

A minha bagagem


Sou bagagem.
   Sou feito de coisas que trago da vida. Carrego em mim todas as alegrias e desventuras que já conheci. Todas as lágrimas choradas e todos os risos sinceros. Todos os tombos que dei e as nódoas negras que os recordam. Todas as vitórias conseguidas e o suor que as fez alcançar.

Todo o meu ser é bagagem.
   Pedaços de coisas que conquistei. Fragmentos de experiências. Peças de um todo, que sozinhas não fazem sentido.

Trago bagagem. Malas cheias de sonhos. Caixas de sorrisos. Pacotes de tristezas. Sacos de saudade. Caixotes de conquistas.

Tenho bagagem. Emocional. Material. Sensorial.

Sou bagagem. E preciso de que o outro esteja disponível para me ajudar a desempacotar caixotes. Mas, antes disso, preciso de estar disponível para aceitar a bagagem dos outros.

Sou bagagem. Eu e Tu. E, a tua bagagem, é como se minha fosse. Basta entrar e pousar as malas. E recostar.