Translate

31/03/2013

Neste dia, desejo a todos quantos acompanham este blog, uma boa Páscoa. Recheada de felicidade e que seja doce:

29/03/2013

(des) conhecido

pois é, amanhã lá volto eu... para a cidade do movimento, a cidade da agitação. devo dizer que as saudades já apertam, não só pelo anseio do encontro com aquele que amo mas também voltar a ouvir o xiar do comboio,  o barulho das gentes.
Para trás deixarei, uns dias que foram confusos, desgastantes, preocupantes, contudo aquele sentimento continua, mesmo em casa, esse sentimento persegue-me, tornando-se um desconhecido altamente conhecido. 

26/03/2013

sensação de sufoco. este país está-me a a sufocar, sem perspectivas de futuro, com um desemprego gigante, sem trabalho, a passar fome, este país não é para ninguém.
before you met me i was alright but things were kinda heavy, you brought me to life. Now every february you'll bee my valentine.

Fazes me sentir o meu sonho de adolescente, vamos fugir e não vamos olhar para trás!

Momentos em que uma música diz como é que nos sentimos...

24/03/2013

mas o que se passa com ele?? porque é que ele sente que tudo lhe escapa das mãos?
não consegue entender o que mudou... pior é que a inércia arrepia-lhe ainda mais a raiva que sente.

21/03/2013

beauty

youth is happy because it has the ability to see beauty.
anyone who keeps the ability to see beauty never grows old. 
pelos vistos ele tem coração apaixonado e insensato coração...

Que bela verdade...

Ser interessante + Aparecer = Ser Lembrado!

19/03/2013

Nossa que frio!! vê-se bem que chegou ao ponto de origem.

18/03/2013

lá vai ele...

    Lá vai ele mais uma vez, da floresta de betão, a pressa das pessoas, o ruído dos comboios, dos interesses pessoais... para o sitio a que chama casa, aquele sitio que cada vez mais, não reconhece como tal, tais sentimentos inunda-o cada vez que vai aquele local onde tantas lembranças e recordações vividas.
    Cada vez mais sente-se um nómada. Tem o local onde nasceu e cresceu e contudo nunca se sentiu em ''casa''  faltando várias coisas, e tem o local onde está, sente que também não é a sua casa. Sente-se incompleto, um certo vazio de algo que falta, algo por encaixar. Mas tem algo que lá demorou a encontrar e incapaz de largar porque sabe que lhe faz bem, é a metade que sempre faltou.

Lá vai ele, indo de corpo e deixando o coração desfalcado, pois ele, a deixa a sua metade cá...   

16/03/2013

Pois é, quando penso que afinal a noite até poderia terminar bem, pois que a vida dá mais uma das suas partidas.
Já não espero nada de ninguém! Já não deposito as minhas inseguranças e fraquezas naquele que se diz amigo. Amigo é aquele que está lá nos momentos mais difíceis, é aquele que mesmo não estando fisicamente comigo está lá, é aquele que sente saudades e diz na tua cara que ''tenho saudades tuas''.
Contudo a minha capacidade de perdoar está nula. Não consigo perdoar alguém que por várias vezes tem atitudes incongruentes, aquele que dá recados, aquele que não se percebe que magoa, aquele que repetidamente me desilude.
Há aqueles momentos da vida, que levamos tanta pancada da vida, e não queremos mais aquilo na nossa vida porque nos faz mal. Não Quero! 
o cúmulo, é fartar-me de espirrar e a vizinha do lado dizer santinho. 

15/03/2013

Fingo-me de burro só para não ser incomodado pelos que fingem ser inteligentes!

14/03/2013

11/03/2013

Porque às vezes, ele só precisa que lhe digam que tudo vai ficar bem...

10/03/2013

só sei, que ele está a passar ao lado de uma carreira de actor....

09/03/2013

A saga do salário mínimo

 Pois é, a saga do ordenado mínimo continua!
Passos Coelho (PM) explicou ontem as razões porque considera que não pode aumentar o ordenado mínimo nacional.
   Na minha crítica anterior que fiz sobre o assunto, ele o PM, disse que a medida mais sensata para combater o desemprego era baixar o salário mínimo nacional mas como não o podia fazer tendo em conta que o ordenado mínimo está muito próximo do limiar da pobreza, e como não o podia fazer, então não ia fazer. Eu como também já disse que de facto dá ideia que ele não tem nenhuma medida de luta contra o desemprego,  não tem nada de nada! Agora vem explicar outra coisa, que é um pouco diferente, que está contra a subida do salário mínimo.

1º ponto- O salário mínimo português é o mais baixo da zona euro, 485€, muito inferior ao grego, espanhol ou da irlandês por exemplo2º ponto. Segundo  o acordo assinado em 2006, o salário mínimo em 2011 tinha de ser de 500€, não foi, está congelado desde 2011. 3º ponto- os custos unitários que tem haver com os custos dos ordenados, segundo fontes oficiais, esses custos nos últimos 2 anos desceram 20% e não é por isso que nós crescemos em competitividade e em produtividade, portanto, demonstra que para além do empobrecimento e para além dos ordenados baixos, há problemas de facto que não têm nada haver com os aspectos referidos acima. Já o presidente da republica tinah dito, não é com salários baixos que se combate o desemprego ou a recessão

   Indo agora às razões invocadas pelo PM. Ele vem dizer duas coisas. Vem dizer primeiro que subir o salário mínimo seria uma barreira contra o desemprego. Não percebo porquê. O desemprego está a subir meteoricamente, sobe a cada 3 meses, não há forma de atenuar em que todas as previsões apontam para uma subida do desemprego, não só para 2013 com também para 2014. Neste momento não há barreira nenhuma contra o desemprego e não era isto que iria ser a barreira. Segundo, o PM fala dos custos para as empresas. Bom, e quais sãos esses custos ? isso ele não explica nada, é que nós não sabemos! Toda a gente está a falar nesses custos. Pergunto eu, mas há algum estudo feito sobre isso?? Alguém tem dados sobre isso?    
   Hoje dei-me ao trabalho de ir consultar os dados disponíveis sobre essa matéria para além de estarem desactualizados  em questões de salário mínimo, não é muito significativo para os custos das empresas. Os últimos estudos apontavam na ordem de 1% de sobrecustos. Portanto eu gostava que o PM viesse explicar quais são esses sobrecustos e porque não o pode fazer. O PM tem de explicar!

 Curiosamente, esta questão está a ser levantada quando o salário minimo está a ser discutido na concertação social com o ministro da economia. Portanto, temos um PM na Holanda a explicar que não vai haver subida do salário mínimo e temos o ministro da Economia a discutir com os parceiros sociais a subida do ordenado mínimo. E com uma particularidade, é que  os custos não devem ser assim tão grandes porque os patrões estão de acordo ( as entidades sindicais defendem esse aumento e os patrões estão abertos a discutir a questão). Eu não vejo que se houvesse assim tantos sobrecustos para as empresas, nomeadamente o o presidente da CIP (confederação das industrias portuguesas) estivesse disposto a iniciar uma conversa sobre isso. O que torna a coisa surrealista!  Em sintaxe  nós temos um ministro na concertação social a discutir a subida do ordenado mínimo e temos o PM a dizer que não vai aumenta-lo. Pergunto eu. Mas para que serve a reunião da concertação social??  O que é que o Ministro da Economia está lá a fazer?? Isto não faz qualquer sentido. Só mostra a descoordenação absoluta e a forma enviesada como este governo comunica. Estas reuniões da concertação social estão se a transformar numa grande palhaçada.  

 No fundo, esta crise, é também, não só o financiamento mas a questão do investimento e a questão da procura interna. Eu já disse e volto a dizer, por mais financiamento que haja e aparentemente não há porque os juros são muito altos. Eles dizem '' ah mas não há procura'' não há porque os juros são altos, se fossem mais baixos iria haver mais procura dahhhh. Mas o financiamento pouco serve se as pessoas não comprarem os produtos que são financiados. è uma lógica elementar meus caros!!  É natural que o empobrecimento generalizado da população portuguesa não só no salário mínimo mas também noutros sectores como nos cortes, na carga fiscal, etc. É evidente que isto leva à contracção da procura interna que depois leva por sua vez, a que as receitas fiscais não batam certas e que o défice também não bata certo. Não é por acaso que nós tivemos este ano um orçamento que durou um mês em vigor, ao final do mês estava de pantanas, em que nenhumas previsões batiam certo, nomeadamente a do défice.

Penso que no fundo o governo não tem nenhuma estratégia, não tem coordenação e tem um PM  que está isoladissimo com o Ministro das finanças e o ministro da economia é um verbo de encher.

07/03/2013

Se algum dia, a sorte te virar as costas... apalpa-lhe o cu! 

Um primeiro ministro obstinado

A propósito do debate quinzenal como o Primeiro Ministro (PM) no parlamento, onde se falou também do desemprego, foi esse principalmente o tema que António José Seguro (PS)  apostou mais neste debate e tivemos uma declaração no mínimo surpreendente do PM dizendo que o mais sensato era baixar o salário mínimo.

Eu não tenho dúvidas, só demonstra uma coisa, só mostra que o governo não tem resposta nenhuma sobre o desemprego, eu já tinha dito nas minhas críticas, que o discurso que o PM tem feito não há uma palavra sobre o desemprego, neste momento interpelado por António Seguro ele teve uma palavra. e Qual foi essa? Foi dizer que a única coisa sensata a fazer seria diminuir o ordenado mínimo, mas como não o pode fazer, que o ordenado mínimo é de 482 €, ou seja é mesmo mínimo. o que pode fazer daqui? é nada segundo ele. É absolutamente extraordinário que um PM tenha um atrevimento de ir para a assembleia da republica dizer que a única medida que tem de luta contra o desemprego é baixar o salário mínimo e não o vai fazer porque é mesmo mínimo. Eu pergunto-me como é que o PM acha que vivem as pessoas que ganham  482€ ao final do mês??? Ainda por cima quando toda a gente nomeadamente na concertação social e no partido socialista  exige a subida do ordenado mínimo, quando vemos o presidente da CIP ( Confederação das Indústrias Portuguesas) que está aberto a discutir a subida do ordenado mínimo e temos um PM que a única coisa que tem é pena é de não o poder baixar. Penso que é algo que ultrapassa os limites do razoável e do sensato. Só revela uma insensibilidade total do ponto de vista social do governo perante a sociedade que criou e está a destruir. Isto é sintomático deste governo!

   Também no mesmo local o PM faz declarações muito claras que este caminho é para manter. Ele também diz que não pode governar em função dos protestos. Bem ele no fundo ele só pode governar em função é da Troika isso sim, no fundo é o que ele diz é isso, não interessa o que os os portugueses pensam, e na manifestação do dia 4 de Março não pode ser encarada como uma organização, pouco espontânea. Estas declaração só revelam que há um distanciamento cada vez maior dos portugueses e o governo. O que eu digo é que ele devia tirar ilações disso. Mas na assembleia ele próprio disse que não ia tirar ilações nenhumas. Eu pergunto como é que  um PM pode dizer pela segunda vez, que o rumo está certo?? quando está um desastre absoluto, de tal forma que nós somos obrigados a pedir um segundo adiamento do cumprimento do défice. Como diria Paulo Portas na sexta feira anterior, só um doido é que diz que isto está bem! porque na realidade não está a correr bem. E quando menos se esperava que um PM ( eu não esperava)  com Miguel Relvas a dizer que isto está a correr maravilhosamente bem, que os esforços dos portugueses não são em vão. Quando hoje em dia, o problema se coloca nesse aspecto, que é que os portugueses começarem a perceber que os esforços são em vão e que a recuperação não vai em 2013 nem em 2014 nem vem tão cedo, e que entretanto perderem-se milhares de empresas e milhões de empregos e etc, e o PM a mostrar uma total insensibilidade em relação a isto.
   Devo dizer que há uma outra coisa que é extremamente extraordinária, é no corte de 4 mil milhões. Sabe-se que vai haver esse corte de 4 mil milhões e o PM a recusar-se mesmo na assembleia da republica a falar qual é o corte de 4 mil milhões. Eu sinceramente não sei mesmo, como é que o governo vai conseguir apresenta-lo.
 

06/03/2013

Um encontro inesperado....



Os seus lábios húmidos exerciam uma pressão tão leve nos meus que quase não os sentia... suscitando-me o desejo de experimentar um contacto estreito, enquanto a ponta d alíngua submetia a minha, ao suplício de Tantalo. Então as mãos percorriam incessantemente as partes mais delicadas do meu corpo como uma suave brisa estival na superfície da água, e toda a minha carne tremia de prazer...

Continua...

03/03/2013

Porque é que as loiras andam nos hipermercados a fazer compras de joelhos???


andam à procura dos preços baixos!

loooooll
e ele a esperar que aquela noite nunca mais acabasse...

02/03/2013

Dia de manifestação...

 
 Lá ia eu, pela rua distraído, quando dou por mim estava no meio da manifestação contra o governo e a troika.
    O mal desta gente é que só se manifesta quando está realmente mau, eu pelo contrário manifesto-me todos os dias contra tudo e contra todos!
 Os estudantes chumbam a troika! leia-se.
Passos (primeiro ministro) e troika para a rua.
Virar o jogo.