Translate

13/06/2013

dia de festa

   Pois é, dia de Santo António, Lisboa ainda de ressaca, de uma das maiores festas da cidade. Junho, o mês dos Santos Populares (S. António, S. João e S. Pedro). Por sinal, em Lisboa a comemoração do santo casamenteiro foi ontem, e hoje ser o dia do santo. A manhã começou com os tradicionais casamentos, com 16 noivas (casamentos por civil e por igreja), sendo que os 8 casais casaram-se numa das mais belas igrejas lisboetas, a Sé de Lisboa. Depois à noite, a cidade é brindada com um dos melhores espectáculos que Lisboa oferece - As Marchas de Santo António, na Avenida da Liberdade. Inclusive a revista Time Out elegeu como um dos espectáculos a não perder pela sua magia e vivacidade. E claro, a festa prolonga-se pelos bairros mais típicos de Lisboa, tais como, Alfama, Mouraria, Madragoa, Bica, Graça, entre outros tantos... as gentes misturam-se, onde o pobre convive com o rico, uma noite onde uma cidade por uma noite esquece a crise e a felicidade está muito visível na cara deste nobre povo.
   Este mês, é uma cidade com cheiros, o cheiro a manjerico, flor tão típica desta época, o cheiro da sardinha, o cheiro da sardinha assada com o pão, o cheiro dos festejos por um santo que se diz casamenteiro ou seja, santo que abençoa os noivos e seus casamentos, Contudo o padroeiro da cidade de Lisboa é São Vicente, porém as festas são celebradas por todo o país incluindo as ilhas (Açores e Madeira).
A noite acaba no nascer do sol, aquando da noticia do vencedor das marchas, as gentes festejam e apoiam o seu bairro, é esse o espírito dos bairros mais típicos de Lisboa, as relações de amizade e protecção entre vizinhos com um elevado sentido de entreajuda, mesmo aquando do desconhecimento da pessoa. É o calor de Portugal e desta gente que tão bem sabe receber com um abraço e sorriso rasgado
.